Logotipo XV CONGRESSO BRASILEIRO DE ATEROSCLEROSE

Secretaria Executiva

SD Eventos

(11) 3672-6979

Departamento de Aterosclerose

Alameda Santos, 705 – 11º andar, Cerqueira Cesar/SP
(11) 3411-5531

Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

RISCO CARDIOVASCULAR E AVALIAÇÃO TERAPÊUTICA DOS PACIENTES ATENDIDOS NO AMBULATÓRIO DE DISLIPIDEMIA EM UM HOSPITAL CARDIOLÓGICO TERCIÁRIO

BOND,M.M.K, FERNANDES, G.S., BARCELLOS, T.A., GON, R.S., REIS, C.V.M., QUEIROZ, V.S., SULZBACH, M.L., DE ARAUJO, D.B., BERTOLAMI, A., FALUDI, A.A.
INSTITUTO DANTE PAZZANESE DE CARDIOLOGIA - - SP - BRASIL

Introdução: A atualização das diretrizes brasileiras de dislipidemia e prevenção da aterosclerose preconiza metas ainda mais rigorosas para o tratamento do LDL-c. Quanto mais comorbidades possui o paciente, maior seu risco cardiovascular (CV), ficando mais difícil atingir a plenitude do tratamento, principalmente no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), onde as opções terapêuticas são restritas. Objetivo: Avaliar a prevalência de pacientes dentro das metas terapêuticas preconizadas de LDL-c, pressão arterial (PA), hemoglobina glicosilada (Hb1Ac) e índice-de massa corpória (IMC), segundo as diretrizes brasileiras de prevenção CV. Métodos: Estudo transversal que incluiu pacientes atendidos no ambulatório de dislipidemia de um hospital cardiológico brasileiro em junho de 2017. Foram registradas características clínicas, antropométricas e laboratoriais. Resultados: 416 pacientes foram incluídos, 53,4% mulheres, com idade média de 64,8 anos, 50% portadores de doença arterial coronariana, 19% doença renal crônica, 6,2% tabagistas ativos, 30,5% ex-tabagistas, 90% hipertensos, 77,4% diabéticos, 31,7% já tiveram infarto, 7,2% acidente vascular encefálico. O Gráfico mostra as metas atingidas (HbA1C<7%, PA<140x90mmHg, IMC<25Kg/m2 e LDL-c<130mg/dL no risco CV baixo, <100 mg/dL no intermediário, <70 mg/dL no alto, <50 mg/dL no muito alto) para cada um dos fatores de risco de acordo com o risco CV. Apenas 1 paciente era baixo risco e estava nas metas. Conclusão: A amostra populacional atendida num hospital cardiológico possuiu elevado risco CV, sendo uma parcela mais complexa da população, sendo mais difícil o manejo clínico em um contexto do SUS. Logo, esse estudo serve para contribuir com uma análise crítica do atendimento dos pacientes, apontando necessidades de melhorias globais.

XV CONGRESSO BRASILEIRO DE ATEROSCLEROSE

18 e 19 de agosto de 2017

Realização

Departamento de Aterosclerose
SOLAT

Apoio

SBC

Secretaria Executiva

SD Eventos

Agência Web

Inteligência Web